Do Vale Online


Primeira morte em decorrência de gripe A é confirmada pela Prefeitura de Blumenau

O paciente era um homem, de 54 anos, morador do bairro Itoupavazinha. Ele apresentou Síndrome Respiratória Aguda Grave, causada pelo vírus H1N1. Em Santa Catarina, já são seis mortes causadas pelo Influenza

3e3edd6ca2486aa140462634e9498a20.jpg Foto: Divulgação

A cidade de Blumenau teve, nesta semana, a confirmação da primeira morte provocada pelo vírus H1N1 em 2018. A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Promoção da Saúde (Semus) e, segundo nota publicada no site da Prefeitura de Blumenau, a morte foi em decorrência de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), causada pelo H1N1.

A vítima era um homem, de 54 anos, que residia no bairro Itoupavazinha. Segundo a Semus, ele apresentava, também, outras doenças simultâneas. De acordo com a Vigilância Epidemiológica de Blumenau, até o momento, existem outros 11 casos confirmados de SRAG ocasionados pelo vírus Influenza, dois quais 10 são moradores de Blumenau e uma moradora de Rodeio, que estava internada no município.

Maria Regina Soar, secretária de Promoção da Saúde, ressalta que é importante que a população procure a vacina, especialmente quem faz parte dos grupos de risco. “Infelizmente, tivemos o primeiro óbito confirmado e novos casos positivos estão aparecendo. Esse cenário deixa evidente que o vírus está circulando. Faço um apelo para que aqueles que têm direito à imunização gratuita na rede pública, procurem o quanto antes uma das nossas unidades de saúde para a vacinação, que é um dos mecanismos mais eficazes para evitarmos doenças”.

Atualmente, técnicos da Prefeitura de Blumenau e da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (Dive) investigam a morte de uma criança de um ano, tendo em vista a sua proximidade com outras duas crianças que testaram positivo para o vírus e necessitaram de tratamento hospitalar.

Em Santa Catarina, seis pessoas já morreram, em 2018, em decorrência da gripe. Em todo o Estado, são 69 internações causadas pelo vírus Influenza, segundo os dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, contabilizando até o dia 15 maio. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, no boletim da Dive-SC.

Vacinação em Pomerode

A Campanha de Vacinação segue até o dia 01 de junho. A vacina contra o vírus Influenza pode ser encontrada nos seguintes locais da cidade:

- U.S.F. Rosita Zimmer, Ribeirão Areia;
- U.S.F. Ricardo Jung, Centro;
- Clínica Infantil Dr. John Marcos Kielwagen, Hospital e Maternidade Rio do Testo, Centro;
- U.S.F. Amanda Reinke, Wunderwald;
- U.S.F. Nelson Riemer, Testo Alto;
- U.S.F. Carlos Ramthun, Pomerode Fundos;
- U.S.F. Benedickt Wolleck, Ribeirão Clara;
- U.S.F. Jane Meri Siebert Fernandes, Testo Rega;
- U.S.F. Dr. Horst Wilhelm Bernhardt, Testo Central.

Quem tem direito à vacina contra a gripe na rede pública

- idosos com mais de 60 anos;
- crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos;
- gestantes;
- puérperas (até 45 dias após o parto);
- trabalhadores da saúde;
- professores das redes pública e privada;
- povos indígenas;
- portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais.



Tags:
Veja também:









Mais vistos

Publicidade

  • cc722126609d697e6323ab33b24ea4eb.jpg